Por mais que eu me mate, são só palavras…

Gente, existe alguém que já ouviu a nova música da Mariana Aydar e não se identificou com nada, nadica de nada? Não é possível…

Já tem um tempo que eu queria escrever sobre essa música, mas essa semana vi que “Palavras não falam” concorre ao VMB na categoria “Samba”, então resolvi escrever.

Olha só, quem nunca achou que era preciso uma palavra ser inventada pra tentar descrever um sentimento, um pensamento ou até o estado de espírito? E quem volta no ônibus com a cabeça borbulhando de idéias, suplicando por um papel e caneta? E quem está com tudo entalado na garganta mas acha melhor escrever uma cartinha, ou um email? Ou por mais que  fale, fale, fale ainda não consegue expressar realmente o que está sentindo? E ainda, quem na vida real é tímido e recatado, mas na vida virtual, como diria a minha vovó,  fala mais que o homem da cobra? E quem aqui não tem a neura de que algumas músicas foram feitas só pra você, tamanha é a identificação? (Alô, Jorge Ben?) E quando a gente solta o verbo e depois se arrepende, querendo voltar no tempo e colocar freios na língua?  

Elas fazem parte de cada suspiro da nossa vida, seja em pensamentos, conversas, escrita, leitura, mas nem damos muita atenção à elas. Podem ser lindas obras de arte e ter um alto poder de destruição. Palavras soltas ao vento, aparentemente sem sentido algum. Algumas com sons engraçados, complicados e que nem sabemos o significado, outras estão para ser inventadas ou precisam ser descobertas…

 “Só tem eu e esse branco e ele me mostra o que eu não sei… E me faz ver o que não tem palavra. Por mais que eu tente, são só palavras…Por mais que eu me mate, são só palavras…”

 

 Meu amigo Frutuoso também escreveu -lindamente- sobre essa música, dá uma olhada lá: http://frutuoso.wordpress.com/2009/09/08/mariana-aydar-palavras-nao-faltam/

 Bjo Brasil!

Anúncios

4 Respostas para “Por mais que eu me mate, são só palavras…

  1. Simplesmente demais. Essa menina fez a música do século 21. ‘Sim, eu sou exagerado’.

    Vc escreveu por um lado que não pensei, tamanho o branco em meus olhos.

    Por muitas vezes só queria um papel e uma caneta – ao olhar para ele, tudo sumia!

    o que seria de mim sem a música?

  2. Lindo, ótima dica, amei!

  3. Jeeeeeesssyyy… Post animaaaal !!! Curti de maissss mew… No words… éee mto verdadee issu .. e qnd a gente repara q essas coisas acontecem msm, ri da situação … hehehe…
    MonstrOoO

    BjãO

  4. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
    Minhaaa MÚSICAA!!!
    Minha caraaa!!!
    É exatamente o que eu sempre falo…
    Que a MUSICA fale por mim!!!

    adoreiiii… blog perfect!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s